terça-feira, 20 de novembro de 2007

Que Los Hay, Los Hay!


Sei que as (poucas) pessoas que me lêem não vão acreditar, mas a verdade é que tenho um duende cuja missão é atormentar-me a vida. E se até há pouco tempo ele apenas me assombrava em part-time, agora decidiu dedicar-se a mim a tempo inteiro. Iupi...

Com o passar do tempo, tive oportunidade de verificar que, apesar do leque de aptidões do pequeno anão esverdeado (porque duende que é duende é verde) ser bastante extenso, ele tem uma actividade preferida: interferir no funcionamento das coisas quando está sozinho comigo e pô-las a funcionar sempre que alguém se aproxima. Objectivo? Fazer com que eu faça figura de ursa perante o manuseamento de computadores, máquinas fotográficas, telemóveis, televisões, vídeos e afins.

Mas isso era dantes... agora, quem sabe farto de interagir com pequenos objectos, o pequeno gremlin decidiu pensar em grande. E resolveu avançar determinado em direcção ao... carro do meu marido. Na ausência dele, está claro.

E eu, que até estou farta de conduzir o dito carro, de repente dei por mim perante uma condução emperrada e um travão hiperactivo. Para minutos depois ligar ao legítimo proprietário do veículo, ele atravessar meia cidade ao meu encontro e o carro voltar a funcionar normalmente.

E como se não bastasse o sorriso condescendente de que fui alvo, ainda tive de ouvir um "tens a certeza de que destravaste o carro...?" no final!

Se apanho o filho da mãe do duende, juro que ele vai ver o que é bom para a tosse.

6 comentários:

PM disse...

Só espero que o duende não tenha avariado o carro... até hoje não houve explicação sobre o que aconteceu.
Coisas estranhas acontecem naquela garagem, desde chaves que não abrem portas a carros que travam demais...
Será necessário contratar uma mãe de santo?

Mary disse...

É porque o quartel-general do duende é na garagem! Só pode!

Floripes Antunes disse...

Lá está PM com pensamentos errados. Pense que a esposa tentou fazer-lhe um miminho, levar o seu carinho para o emrego, para que o trabalho fosse feito por profissionais.
Já se fosse em Freamunde, era a própria da esposa que lavava o carro com muito vigor, trajando o legging 4 números abaixo da constituição física (sim porque as balanças sao umas falsas deslargadas que nos querem enganar no peso), chinela de rede com flores de brilhantes incrustadas. Como ferramenta de trabalho usa-se a mangueira com água corrente à amena temperatura 2º (enquanto cá fora estão uns agradáveis 8º). É indispensavel o recurso ao balde, o detergente do Lidl e, claro, a vassousa nº 4, aquela que as cerdas se cravam na nossa carne quando lhe tocamos de tão rijas qie são.
Ai que me esquecia de um pormenor! Tudo isto é feito com t-shirt de manga cava, pois o bracinho roliço não sente o frio, e se o sente deslarga a trabalhar para aquecer! No fim de tudo o carro fica bem lavado, quase sem tinta é certo e todo riscado, mas bem lavado!

Vespinha disse...

Eu há anos tive 15 dias inexplicáveis em que avariei: televisão (que deitei fora e pelos vistos estava boa, o problema era da box) + carro + vespa + reboque do carro (a sério, o motor que puxava o carro para cima bloqueou comigo «apenas» a olhar para ele). Acho que o duende estava só a experimentar e decidiu ir viver para outro lado... Ufff

docinho disse...

: ) olha... avisa lá o teu duende que não venha cá para os meus lados...
É que agora que vou trocar o meu carro não convém que avarie : )... mas cheira-me que a fechadura a querer avariar já é obra do TEU "esverdeado"
Humpf****

Beijos de olho no dito...

rosachok disse...

Pois... onde é essa garagem!?
Será que o duende malvadão também se infiltrou naquele edifício onde as portas abrem com cartão (e não com chavede automóvel?!)
Parece-me que duende à procura de Mary precisa de ver serie de televisão... não esta que por aqui se escreve... mas sei lá... uma daquelas que indicam o caminho da luz ;)))
E eu que acredito em duendes... e em fadas... (esta semana as amigas da princ perguntaram "A tia acredita em fadas e duendes?" - SIMMMM! - respondi prontamente.)... acredito que exterminá-los deve ser uma tarefa difícil... pobre Mary... ;))))

Beijos do reino mágico