sexta-feira, 9 de maio de 2014

Das coisas sem preço


Durante muitos anos da minha vida (muitos mais dos que teriam sido necessários, mas enfim), a pergunta "vamos à praia?!" foi invariavelmente seguida de momentos de pânico velado. A minha cabeça entrava logo em modo remoínho enquanto pensava "não tenho a depilação feita, pareço um macaco, não posso ir para a praia nesta figura, de certeza que não consigo marcar nada para hoje, e se rapasse tudo?, mas depois ainda é pior, o melhor é arranjar uma desculpa e adiar".

Mas eis que, após algumas más experiências, descobri a minha querida Hedonai (que ainda por cima está com umas campanhas óptimas, que poderão consultar aqui). E, após algumas sessões, já estou praticamente sem pelos. Sendo que ainda mal posso acreditar quando hoje em dia me perguntam se quero ir à praia e a minha resposta é um rápido e sonoro... SIM!

Lembram-se daquela campanha da Visa focada em coisas priceless (sem preço)? É a isso que me soa o "SIM" de que vos falo: sem preço. E que bom que isso é.

4 comentários:

Jo disse...

É disso mesmo que preciso. Deve ser um descanso!!

A. I. O. disse...

Mary, vi isto e lembrei-me imediatamente de si!

http://time.com/93033/this-dream-worthy-bar-only-serves-nutella/

Angie disse...

Para quando no Porto??

macaca grava-por-cima disse...

confere!!! tb eu viva assim até o laser alexandrite entrar na minha vida!!! a liberdade é isto!