terça-feira, 18 de setembro de 2012

Da mesquinhez humana


Ontem ao final da tarde estava na fila do Pingo Doce (depois de ter levantado dinheiro de propósito para pagar umas canetas e uns lápis de cor, mas isso é outra conversa) e vislumbro uma grávida gravidíssima no fim da fila. Como era uma caixa prioritária e a pobre rapariga estava prestes a ter a criança para dentro do carrinho de supermercado, fiz-lhe sinal para passar à frente.

A rapariga avançou timidamente e (ainda) perguntou à empregada se podia mesmo passar à frente. Ela respondeu-lhe que sim, pediu desculpa por não a ter visto e disse que a atendia imediatamente a seguir. Nisto a vaca senhora que estava à minha frente desata a abanar a cabeça em sinal de reprovação, dá-me um empurrão para chegar aos cestos, retira as compras do tapete rolante, atira-as lá para dentro e vai-se embora a gritar "mas que grandessíssima lata!"

E eu ali fiquei, embasbacada a olhar para aquilo, a pensar como há seres coisas vermes pessoas que mereciam viver com um ataque de hemorróidas permanente em cima dos c***os.

20 comentários:

Poisoned Apple disse...

Não havia ninguém para lhe dar uma tareia?

Eu até acho que essa prioridade está indicada na lei.

Especialmente Gaspas disse...

Isso era... falta de sexo!

Lu disse...

que idiota! não me ocorre nada que justifique a indignação da tal senhora... não entendo mesmo! que revolta...

Maria Nunes disse...

Que falta de civismo. Irrita-me profundamente estas pessoas, que nem pessoas são.

Nadinha de Importante disse...

Isso já me aconteceu!!!! Existe gente muito mal formada!!!!

A. disse...

Tenho um pó a esse tipo de pessoas! Como é que é possível a ver pessoas assim?! Eu não compreendo como é que podem ser tao egocêntricas e egoístas. Deviam ter vergonha na cara e deviam tomar uma dose de bom senso e simpatia.

Su disse...

Podia pensar que a parvoíce era mais prioritária que a gravidez...e aí ela ia primeiro!

Mamã de Peep-Toe disse...

Faziam-me tantas vezes isso...até fingiam não me ver....mas eu não era nada tímida,então se tinha os pés inchados qual popota,passava logo para a frente.....

OutraMaria disse...

tu tiveste a melhor atitude, chama-se civismo a outra estupida que meta rolhas :)

carolaine disse...

mesmo. há pessoas com pouco ou nenhum civismo xD

http://tarasneurasmanias.blogspot.pt/

Limited Edition disse...

que atrasada mental...

Dúvidas e Certezas disse...

Que atitude mais mesquinha e nojenta! Há pessoas que devem estar tão, mas tão, mas tão frustradas que nem se apercebem como são estúpidas. Ou então são mesmo más, sei lá!

vidasdanossavida disse...

Há sempre quem finja que não nos vê, mesmo que estejamos prestes a parir no supermercado. Por isso, é que me deixei de cerimonias e vou sempre a abrir, com um grande sorriso, até à senhora da caixa. Há supermercados em que só abrem a prioritária quando chega alguém realmente prioritário.

menina lamparina disse...

Fico doente. As pessoas ficam loucas nas caixas de supermercado, só pode! Há dias, no Pingo Doce, a Mana Lamparina foi literalmente atropelada pelo carrinho de compras super cheio de um senhor que queria chegar primeiro que nós... que tínhamos apenas uma caixa de profiteroles para pagar. :/

Mamã do Gu disse...

Quando estava grávida do meu filho, estava na caixa prioritária para grávidas e um senhor (não grávido, não idoso, sem dificuldades de locomoção) pediu-me para passar à minha frente!!!! Kkkkk Eu disse lhe a sorrir que aquela caixa era para grávidas e o homem sempre a tentar convencer-me!!!! Quando a funcionária da caixa lhe disse que não, que eu tinha prioridade o homem desatou lá a barafustar com a senhora!!!!

Mary disse...

Ah, esqueci-me de um pormenor (só me lembrei por causa do comentário da Mamã do Gu): quando a grávida avançou para a caixa, ainda houve um anormal que lhe pediu para passar à frente porque só tinha "três coisinhas"!

Kinhas disse...

Uma carga de lenha no lombo da mulher a ver se ela também não ia querer atendimento prioritário!

Atlântida disse...

Há gentinha que me põe os nervos em franja! Argh! Também já assisti a muitas dessas, em filas de toda a espécie. É isso e no trânsito: faz-se asneira, apito (ou alguém) e ainda sou insultada.
E nos transportes públicos?! Quantas vezes não me levantei para dar lugar, quando adolescentes imberbes e mal-educados continuavam alapados!?

Cat disse...

Que atrasada mental, ó pá --'

Jo disse...

Ui há mesmo gente estúpida em todo o lado