quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Material World

Conforme alguns sabem, trabalho num sector e numa área particularmente apelativos. Por isso, já estou bastante habituada a ser "assediada" - de forma mais ou menos dissimulada, mais ou menos frequente, mas sempre com o mesmo objectivo: conseguir... borlas.

Até hoje, achava que já nada tinha a capacidade de me surpreender. Até que uma figura mais ou menos conhecida da nossa praça resolve ligar para o escritório. E apresentar-se (em inglês) como alguém de uma conhecida publicação norte-americana, que estava em Portugal com a sua icónica directora. E com o Cristiano Ronaldo. E com a Nicole Kidman. E que era um encontro secreto. E que a dita (e temida) directora precisava desesperadamente de alguns artigos estupidamente caros. À borla, é claro.

Confesso que, desta vez, o senhor em questão (que eu já conheço de outros carnavais) teve a capacidade de me surpreender. Como também ele deve ter ficado surpreendido quando a tal directora supostamente lhe ligou a "agradecer" a atenção, mas que não precisava de nada, muito obrigada.

Admito que foi a história do dia e que toda a gente riu a bom rir à conta do enredo montado por tão ridícula figura. Mas se formos a ver bem, não devíamos rir, mas sim ter medo... muito medo! Porque ele há-de voltar com outro esquema. E alguém há-de cair na esparrela.

5 comentários:

Vespinha disse...

É quem eu estou a pensar? Está mesmo desesperado...

Mary disse...

É exactamente quem tu estás a pensar...

docinho disse...

hUmmmm... fiquei curiosa... quem é?

Beijos cuscos à espera ; )

rosachok disse...

Quem é...?!

Deixaste-me curiosa ;)

Mas pensando bem... isto é mesmo preocupante :D

Beijos curiosos

Cookie disse...

É pá... Borlas?
Também quero... E nem sei para quê... mas quereeeeeeero...

Beijos (à portuguesa)
M.