segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Gravity


Vi finalmente o famoso Gravity de Alfonso Cuarón. E apesar de sim, ser muito mais que um filme nerdy adornado por um beautiful couple Hollywoodesco (Sandra Bullock e George Clooney), a verdade é que também não chega a ser um filme de referência. O princípio está muitíssimo bem feito, nomeadamente os cerca de 20 minutos que retratam o acidente que ocorre quando a novata Ryan Stone e o experiente Matt Kowalski procedem a uma reparação no exterior do telescópio Hubble, assim como as cenas que se lhes seguem. A tensão é quase palpável, contrasta brilhantemente com a serenidade do cenário envolvente e a mim, que tenho asma, imprimiu uma sensação de falta de ar aflitiva, com se estivesse de facto ali, perdida no espaço e quase sem oxigénio.

A partir daí, acho que o filme se limita a gravitar. Em torno de Sandra Bullock, que faz um bom papel mas nada por aí além, e em torno de uma narrativa que vai perdendo algum do seu brilhantismo. O final, de uma simplicidade absolutamente genial, fecha o filme com chave de ouro, mas dificilmente o torna (na minha modesta opinião) um filme inesquecível.

Ainda assim, continua a ser um bom filme. Eu é que se calhar ia (ia, com certeza) com uma expectativa demasiado elevada.

4 comentários:

Jo disse...

Este ainda não vi. Mas confesso que tenho a sensação que não vou adorar...

Filipa disse...

Também já vi, e não achei assim nada de especial..

http://Styleloveandsushi.blogspot.com

Vespinha disse...

Muito barulho por muito pouco.

dolce vita da rita disse...

Gostei muito do filme, está bem feito e é Alfonso Cuáron.