terça-feira, 22 de outubro de 2013

A moda do bâton encarnado


No outro dia resolvi ser moderna e aderir à moda do bâton encarnado. Escolhi um tom que achei giro e apliquei-o à confiança, sentindo-me a mulher mais bonita e sofisticada do mundo. Até que, poucos minutos depois, chega uma colega minha e grita "credo, parece que vais para o ataque!". E eu, qual Nuno Markl no episódio da Caderneta de Cromos do Miami Vice, baixei as orelhas, meti o rabo entre as pernas e lá tirei aquilo tudo.

Definitivamente, quem nasceu para lagartixa nunca chega a jacaré.

8 comentários:

Morder a Língua disse...

Porque é que, às vezes, parece que há determinados critérios divinos para a selecção das pessoas que podem ou não estar na moda?! :(

http://morderalingua.blogspot.pt/

Sophia disse...

Tal e qual como me sinto em relação ao batom vermelho XD

Mary disse...

Chego cada vez mais à conclusão de que não nasci para sair da minha zona de conforto. Mais: que gosto de cá estar! :-)

Xica Maria disse...

A primeira vez que usei também ficou tudo a olhar "onde é que aquela vai?"

macaca grava-por-cima disse...

olha, eu cá tenho (o)usado e não tenho medo de ninguém :-DDDD

Depende muito do outfit com que conjugas, acho eu... mas ainda assim tb vou sempre com aquele receio de "too much"

Jo disse...

Também ainda não encontrei o meu batom vermelho - nem sei se um dia o vou encontrar! Não há nenhum que tenha experimentado com o qual me sinta verdadeiramente confortável e sem esse ar a cair para o ordinário... Enfim...!!

Vespinha disse...

Esse episódio do Markl é antológico!

Já quanto ao batom, eu às vezes uso e adoro, depende também muito da conjugação com o resto. :)

Kittie disse...

Eh pah, sou tão assim. Ponho, gosto, estou hiper confiante...até passar a primeira pessoa. Bah. Somos uma fraude :p