quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Ainda o Halloween


Quem segue o blogue no Facebook já sabe a minha opinião (que é esta, sem tirar nem pôr).

4 comentários:

Heriwen disse...

Não concordo. Nasci em Portugal, mas não é por isso que tenho de seguir cegamente todas as tradições da cultura nacional. Sobretudo sendo a maior parte delas relacionadas com uma religião que nada me diz.
Gosto do Halloween, desde criança que conheço a sua história e lendas. E, todos os anos, há em minha casa abóboras decoradas.
Se estamos preocupados com a despersonalização portuguesa face à americana, há coisas bem mais graves como o fast-food e o capitalismo.

Atlântida disse...

"seguir cegamente todas as tradições da cultura nacional", não claro, que não. Mas achar-se que algumas das nossas tradições são parolas, deixando-as cair por terra, para adoptar outras de fora...

Susie no mundo dos trinta disse...

Eu concordo tenho 30 anos e nunca me lembro de ter comemorado o dia das bruxas....
Só de há uns 5 ou 6 anos que se em a falar mais ,mas eu não acho piada nenhuma a mascaras ( nem ao Carnaval ) mas isso sou eu bjs

Mary disse...

Eu cá não tenho nada contra a importação, muito pelo contrário; aquilo que me faz confusão é que ela aconteça em deterimento daquilo que é nosso.

Em Portugal sempre tivemos uma tradição semelhante à do Halloween, o Pão por Deus (no dia 1 de Novembro as crianças vão pedir bolos de porta em porta, colocando-os em sacos de pano e comendo-os no final do dia), mas ninguém liga nenhuma porque... sei lá porquê, porque não é suficientemente internacional?

Mas enfim, há coisas bem piores que isto, isso é verdade!