quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Porque há sempre dois lados para cada história...

...aqui fica a posição da escola sobre a notícia da criança a quem foi recusada comida, mencionada aqui. A verdade estará algures no meio. Seja como for, nunca deveriam ser as crianças a pagar por estas coisas. Muito menos quando a conta vem sob a forma de... fome.

7 comentários:

Trincando a Lua disse...

Olhe eu sobre isso até me espumo...como alguem faz isso?como?
***beijitos

Hilsa Camargo disse...

As pessoas são assim complicadas... assim como a sociedade!!!

Beijocas

www.vidabonita.com.br

ana disse...

espero que a verdade ande mais pelo lado da escola, para não ser a criança a pagar (tanto)!

Jo disse...

Não mesmo.

Atlântida disse...

O problema aqui é que se está a pôr em risco as refeições de crianças que pagam e que têm direito a acção social. Está bem explicido que esta criança não precisa de ajuda. Logo, os pais são uns brutos que estão dispostos a sacrificar a filha e a fazer joguinhos para gastar esse dinheiro sabe-se lá onde.

A escola demorou 2 anos a tomar uma atitude. 2 anos. Com a corda no pescoço, não teve outra alternativa. Confiou que, avisamdo os pais da menina, estes fossem, pelo menos, buscá-la. Mas nem isso, os brutos!

Princesa Tagarela disse...

Penso sempre no conjunto de sensações que invadiram ou invadem aquela criança, naquele momento.

D. disse...

Fiquei super indignada, mas porque reajo à primeira e não pensei que poderá, eventualmente, não estar a história toda, toda contada pela comunicação social.
Seja como for, não há direito, não é humano, não é justo para e com uma criança.