quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Price tag

Irving Penn, 1990

Ontem estava eu muito bem na minha vidinha quando se chegam ao pé de mim e dizem: 

“Gosto tanto desse teu colar! Se um dia desapareceres, já sabes: é a única coisa que quero que me deixes!”

Antes de mais, isto começa logo bem: a miúda em causa quer que eu faleça. E rapidamente, tendo em conta que somos da mesma idade e as possibilidades de ela falecer antes de mim são exactamente as mesmas de eu falecer antes dela. Depois (e pior ainda), ela quer que eu faleça por causa de um colar que custou 12 euros - não, o colar em causa não é um Cartier ou um Chopard cravejado de esmeraldas e diamantes, mas sim uma porcaria 100% pechisbeque!

E agora pergunto eu: é esse o meu preço? Doze euros?! Se ela dissesse “quando bateres a bota, deixa-me os teus Louboutin” ainda vá que não vá, sempre estávamos na casa dos três dígitos, mas… 12 euros? É oficial, I’m very, very cheap. 

P.S.: E agora vou ver mais umas séries, que isto de ter um falecimento marcado exige uma grande organização da minha parte e ainda tenho algumas temporadas para acabar antes de esticar o pernil.

4 comentários:

Kinhas disse...

Lololol... é caso pa gritar tipo "bendedora do bolhão": INVEJOSAAAA!!!

Ana 100 Sentidos disse...

Mary,
A moça é doida porque não sabe escolher ps Louboutin!

Mónica disse...

Continuo na minha... És uma ingrata pq a pessoa em questao certamente nAo percebeu que o colar era pechisbeque só o achou maravilhoso e por ser giro achou q tinha mais valor. Pela minha parte, nem colar nem sapatuncho: nAo gosto do 1º e a tua pata nAo me assiste. Lá vou ter q aturar pq nAo me calha nada c o falecimento .... O RELOGIO

npr disse...

LOL!
Qual será o nosso preço? :P