sábado, 16 de junho de 2012

Pais & Filhos

Sarah Jessica Parker

Ainda ontem comentava com uma amiga que, quando éramos pequenas, os nossos Pais não organizavam a vida deles em nossa função - nós é que andávamos "a reboque" deles. Sendo que hoje em dia acontece precisamente o contrário. O que raio terá acontecido nestas últimas décadas para as coisas terem mudado tão radicalmente?!

Este fim-de-semana, por exemplo, tenho os dois dias inteiramente condicionados pelas actividades de Baby C. e Baby V. Tenho perfeita consciência de que se trata de um fim-de-semana excepcional, mas ainda assim... será saudável anularmo-nos completamente em função dos nossos filhos? Será isto ser uma boa Mãe? E quando eles crescerem e sairem de casa? Iremos a tempo de recuperar a nossa vida e (sobretudo) a nossa identidade?

Como acredito que no meio é que está a virtude, tenciono ir/levá-los às actividades de hoje (às da manhã, da tarde e da noite), assim como à cerimónia de amanhã de manhã. Mas da parte da tarde vou mentir com quantos dentes tenho na boca e baldar-me a (mais) um frete, que a Mãe e o Pai também são gente e merecem ir à praia.

Temos pena.

4 comentários:

Vespinha disse...

Penso precisamente como tu, e acho que se fosse mãe seria ainda mais tirana...

Mamã de Salto Alto disse...

Também concordo.Já não é a primeira nem será a última que deixo a minha pipoca com a avó e vou cuidar de mim um pouco.Vou recarregar baterias.Faz muita falta.

Chuva de Prata disse...

Força nessa mentirinha ;) *

Anaa disse...

Concordo contigo. Se há coisa que me faz impressão e fundamenta a minha pouca vontade de um dia vir a ser mãe é ver como muitos pais se anulam completamente em função dos filhos e deixam de ter vida própria. Acho que fazes bem em apostar nesse meio termo, até porque a melhor maneira de uma mulher ser boa Mãe e ter a cabeça equilibrada e estar de bem com a vida :)