quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Anyone?

Alguém me explica, como se eu tivesse cinco anos, como é que o monstro do Afonso Dias foi absolvido do caso Rui Pedro? Desde quando é que fazermos a nossa melhor imitação de uma pedra nos absolve de todos os crimes? Estou chocada. E a morrer de pena daqueles Pais - que precisavam, mais do que nunca, de alguma paz. E que estão cada vez mais longe de consegui-la.

10 comentários:

Carla disse...

Não dá para explicar porque não dá para perceber. A D.Filomena é o rosto da dor e do desespero. Coitada daqueles pais.

Su disse...

Portugal no seu melhor...

Cacau disse...

Nem sei que diga... é nestas alturas que defendo a justiça popular...

Lúcia disse...

Chocada também!!! E nem imagino aquela mãe, que é sem dúvida o rosto do sofrimento!
Não dá para entender, será que o juíz que ditou a sentença dormirá em paz?

teardrop disse...

É que o mais impressionante é a frieza daquela criatura... Bem sei que não pode haver condenação sem provas, mas se ele não diz nada também devia ser punido. Justiça? Não sei onde ela anda...

Anónimo disse...

Não desculpando o que aconteceu em Tribunal, as nossas leis e o código de processo penal são bem tramadas.
Se a prova não for feita durante a fase de instrução do processo, não pode ser produzida durante o julgamento.
Penso que neste caso, apareceram muitos factos novos durante o julgamento os quais, como não constaram da fase de instrução, não puderam ser considerados durante as audiências.
Muita coisa está mal neste País, mas a encabeçar está a Justiça, que é absolutamente cega!

menina lamparina disse...

Eu acho que o silêncio também deveria ser punível, já que no mínimo revela cumplicidade... é ridículo.

cairs disse...

tenho muita muita pena da mãe... justiça portuguesa sempre a fazer das suas...

Olho Azul disse...

Eu estou até agora sem perceber. Será que não há ninguém que faça alguma coisa!!!

Vespinha disse...

É um nojo, não tenho mais palavras.