sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Da Pobreza de Espírito


Adoro este anúncio da Coca-Cola. É que adoro mesmo. É simples, giro, alegre e de um optimismo refrescante - sobretudo nestes tempos em que só se fala da crise e neste País em que toda a gente insiste em ir "andando, cada um com a sua cruz" (mesmo que estejam todos frescos que nem umas alfaces e sem grandes razões de queixa da vida).

Mas como (infelizmente) há coisas que não mudam, o tuga lá teve que inventar uma versão alternativa. Que até pode conter pilhas de factos verdadeiros tão ou mais relevantes que os da versão original, mas que denota uma coisa gravíssima: que os portugueses gostam é de estar mal. E que não podem ver nada que lhes cheire a optimismo, que têm que virar logo o bico ao prego.

E que, bem vistas as coisas, se calhar têm mesmo aquilo que merecem.

2 comentários:

Imperatriz Sissi disse...

Era escusado. O anúncio está tão giro. Será que não são capazes de estar felizes e em modo zen um bocadinho que seja? Ó povo maldisposto.

Vans disse...

Fiz um post exactamente sobre o mesmo e estou totalmente de acordo contigo! Haja alguém que me entenda!