terça-feira, 25 de dezembro de 2007

A Mary Little Christmas

Quando nos tornamos adultos - e sobretudo quando começamos a ter filhos e os amigos também - o Natal passa a ser "das crianças". Ou seja, passamos rapidamente de cabeças de cartaz a figurantes, de forma a dar o devido protagonismo aos mais pequenos. O que é lógico, mas não necessariamente justo.

Foi por este motivo que, desta vez, resolvi dar um brinquedo ao meu marido: uma pista de carros, daquelas com que todos os homens sonham, mas que nunca têm coragem de comprar. Porque ele é, segundo as suas próprias palavras, uma "criança grande" e não é justo que tenha de abdicar dessa condição só porque o bilhete de identidade já não lhe permite usufruir do título.

E pela primeira vez em muitos anos, passei o Natal a... brincar. Tal como acontecia há muito tempo atrás. A fazer corridas, a ver quem é o mais rápido e a fazer batota, até.

Neste preciso momento, as crianças já dormem e tenho o meu marido e o meu irmão à minha frente, embrenhados numa corrida interminável. E eu estou aqui mortinha para correr com um deles. Porque, bem lá no fundo, todos nós temos reminiscências de quando receber roupa era uma tremenda de uma seca...

11 comentários:

PM disse...

iiiuuuuupiiiiiiii!!!!!!

Hoje não tenho tempo de escrever mais... já levo duas, aliás três voltas de atraso.

Até ao próximo post.

eh eh eh!

sil disse...

Obrigada pelos votos de um Feliz Natal...
E antes que a falta de tempo me prenda espero que o 2008 vos traga tudo o que desejam, sobretudo muita SAÚDE!!!
Bjos Sil

Vespinha disse...

Estás a ver, P.? Não precisaste que o teu filho crescesse para teres a desculpa de brincar com uma pista à séria...

docinho disse...

E quem o conhece como eu... sabe bem que este presente... acentou que nem uma luva ; )))

Obrigada também pelos mimos daqui...

E que tal? gostaram???

Beijos em pulgas para saber

rosachok disse...

por aqui também foi pedido um presente assim... acho que todos os homens são loucos pelo mesmo ;)
Mas como aqui não há meninos para fazerem companhia na corrida... fica presente adiado... pelo menos por enquanto ;)))

Beijos desembrulhados*

PS Obrigada :D Se visses a cara da iara a abrir o presente ;)

Mary disse...

Docinho, adorámos tudo!!! Parece é que tenho um presente da C. e tu um presente do V. (da Xu)...

Rosachock, podes dizer aí em casa que há promessas da pista ir passar uma temporada ao escritório...

Miguel disse...

Pá, também quero brincar com a pista!!!! Qualquer dia colo-me à minha mana e vou aí jantar. he he he

Beijinhos,

Floripes Antunes disse...

Boa Mary, pelo presente que deu a PM.
Já aqui em Freamunde brincamos com pistas mas à séria! O meu Cajó, como todos os moços cá da terra, é adepto do tunning. Tem um lindo Hyundai coupé transformado, amarelinho, com uma mega aparelhagem, com boofer debaixo do rabiosque e tudo (é uma emoção).
O carro pois está mesmo riquinho, tem 500.000 km, mas parece que só tem 150.000.
Mas voltando às corridas, o Cajó trocou as pistas de brinquedo que se vendiam no Modelo, e passou ao street racing (não sei se é assim que se escreve). É um homem feliz, pois diz ele que o nosso Hyundai sobressai a todos os outros, então desde que tem a abufadeira cromada é um espectaculo!
Vai daí que mais dia menos dia, PM também nos vai acompanhar no street racing, bastando para isso trasnformar a sua carrinha, tem é que mudar a cor, já que berde, para além de ser cor de lagarto, num sobressai no meio de tanta viatura tão linda.
Boas Festas de Freamunde!

Mary disse...

Miguel, podes vir quando quiseres! PM vai adorar a companhia :-) Cola-te à Vespinha e 'bora lá!

Mary disse...

Floripes, bons olhos a leiam! Adorei a sugestão do street racing, até já me estou a ver na Fátinha, a fazer farripas e madeixas acobreadas para condizer com as labaredas do capot de PM!

Cookie disse...

Adorei o teu post! Acho que todos temos direito a "voltar a ser pequeninos" de vez em quando! E que saúdavel que é!

Beijos
M.