sexta-feira, 31 de maio de 2013

Das roupas que as mulheres adoram e os homens detestam


Estava aqui a ler um artigo sobre as roupas e acessórios que os homens menos gostam de ver nas mulheres. No topo da lista estão as cunhas, as socas, as leggings, as calças tipo harém, as Ugg, os boyfriend jeans, os padrões animal print, os blazers de corte masculino, o estilo avozinha em geral (rendas, folharecos e afins) e o "calçado confortável" em particular.

Pela parte que me toca, declaro-me culpada de - pelo menos - dois crimes contra o sexo oposto: os boyfriend jeans e as Ugg. Mas como gosto imenso das duas coisas, vou tentar continuar a passar despercebida (as if!) e rezar para que PM não me rife.

Já agora, homens que me lêem: a lista confere ou não? Têm alguma coisa a acrescentar? E quanto às mulheres, existe (mais) alguma coisa que sabem que eles detestam? Contem-me tudo!

Overbooked


Chegou o sol, diz que vai estar bom tempo no fim-de-semana e eu tenho nada mais nada menos que três festas, um jantar, um arraial, uma reunião de pais e mil e uma actividades de crianças (muitas delas sobrepostas) para gerir. Ninguém merece.

Quase, quase no fim-de-semana!


quinta-feira, 30 de maio de 2013

O meu perfume oficial de Verão


Chegou (finalmente) o sol e com ele a vontade de cheirar a Verão. E nada melhor que este perfume para parecer que acabámos de sair da praia. Chama-se Bronze Goddess, é da Estée Lauder e é um exclusivo Perfumes & Companhia. Uso-o todos os Verões e só tenho pena que não me transforme na Hillary Rhoda, mas enfim... não se pode ter tudo.

Em Busca dos 7 Reinos da Nutrição


Sábado celebra-se o Dia Mundial da Criança e tenho o programa perfeito para toda a família: ir Em Busca dos 7 Reinos da Nutrição nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian! A iniciativa é da Nutri Ventures, marca de entretenimento que promove uma alimentação saudável para ajudar no combate à obesidade infantil - e que deu origem a uma das séries de animação preferidas cá de casa.

A ideia é as crianças entrarem na pele dos heróis da série – Teo, Lena, Ben e Nina - e descobrirem os super-poderes dos alimentos. Para isso, terão que percorrer sete etapas (uma por cada Reino da Nutrição) e juntar sete carimbos num cartão para terem acesso ao espaço do desafio final, onde existirá muita música e animação. O espaço estará aberto ao público de 1 a 7 de Junho entre as 10H00 e as 17H00 e a entrada é livre.

Para quem não conhece, a série Nutri Ventures foi criada por dois portugueses - um engenheiro aeroespacial e um gestor – e foi a primeira marca de entretenimento no mundo a promover uma alimentação saudável. Está associada desde o início a instituições como o Ministério da Saúde, o Ministério da Educação e a Associação Portuguesa de Nutricionistas e visa mudar os hábitos alimentares das crianças dos quatro aos dez anos, contando para isso com uma série de animação infantil, uma plataforma digital, conteúdos musicais e uma aplicação para iOS e Web. Em Portugal, a série passa na RTP2 e no Canal Panda e cá em casa é vista por toda a família!

Vemo-nos na Gulbenkian?!

 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Seriously?


Desde que me conheço que não gosto de comédias "de riso fácil". Não consigo sequer esboçar um sorriso, ao contrário do que acontece com a maior parte do humor britânico ou com algum tipo de nonsense, por exemplo. Por este motivo, sempre me recusei a ver este tipo de filmes, incluindo a famosa Ressaca de que toda a gente fala - e cujo nome basta para me dar náuseas.

Entretanto, hoje fui ao El Corte Inglés e verifiquei que a coisa já vai no terceiro filme. Pelo que pergunto: estes filmes são assim TÃO melhores que os outros ou mais vale continuar quietinha no meu canto? Esclareçam-me, por favor!

S.A.D.


Vocês não imaginam o efeito que este tempo tem em mim: dá-me uma moínha que não chega a ser dor de cabeça, uma neura que não chega a a ser tristeza, uma irritabilidade que não chega a ser mau feitio.

Mais do que nunca, preciso desesperadamente do Verão.

Ámen!


terça-feira, 28 de maio de 2013

Calças procuram-se... novamente!


Se alguém vir estas calças numa Zara qualquer, que grite. E não, não ando a coleccionar calças às flores: tive que devolver as que comprei há uns tempos na H&M, de tão largas que estavam.

Agradecida!

Sou uma blogo-excluída


Não corro, não vou a eventos de bloggers, não mostro os meus looks do dia, não organizo passatempos de cinco em cinco minutos, não faço updates da minha (inexistente) operação bikini, nunca publiquei um livro com dicas de estilo nem tão pouco organizo mercados com as marcas de que mais gosto. Por outras palavras, não sei o que ando para aqui a fazer.


segunda-feira, 27 de maio de 2013

Um fim-de-semana sempre em festa



Este foi um fim-de-semana tão feliz quanto cansativo graças à Primeira Comunhão de Baby V. e à festa de anos de Baby C. - tudo no mesmo dia! No Domingo estávamos tão cansados que mal nos conseguíamos mexer (nós-Pais e não eles-crianças, que após uma boa noite de sono estavam prontos para outra), mas valeu imenso a pena o esforço. Afinal - e citando o fantástico Capelão do Hospital D. Estefânia, que presidiu à cerimónia da primeira comunhão - se não dermos tudo pelos nossos filhos, damos por quem?

Relativamente à festa de Baby C., não podia deixar de elogiar duas empresas que fizeram toda a diferença: a Atrium 7 e a Ar Meios. A Atrium 7 tratou da animação e não sei o que teria feito sem as duas fantásticas animadoras Ana e Joana - que fizeram pinturas faciais às crianças, tererés às meninas e ainda organizaram uma mega caça ao tesouro com aquela gente toda. E se eles eram mais que muitos! Tudo com um sorriso de orelha a orelha e uma paciência de Jó. Chamei-as para fazer só a animação mas também havia o pacote “A Festa Vai a Casa”, em que elas tratam de tudo: comida, decoração, animação, tutti tutti. Já fui a uma série de festas organizadas/animadas por elas e corre sempre tudo sobre rodas. Para saberem mais, é só fazerem like aqui ou acederem ao site aqui.

A Ar Meios é a empresa à qual costumamos alugar os insufláveis. E para perceberem melhor o motivo pelo qual gosto tanto deles, vou contar-vos uma história: há dois anos, tentámos organizar uma festa igual a esta para Baby C, no pátio de nossa casa. Mas choveu de tal maneira que as crianças acabaram por ficar todas fechadas em casa e ninguém pôde usufruir do fantástico insuflável cor-de-rosa que estava lá fora. À hora a que acabou a festa parou finalmente de chover - e as poucas crianças que ainda cá estavam correram imediatamente para o pátio. Quando o senhor da Ar Meios chegou para recolher o insuflável, teve tanta pena de elas não terem podido aproveitar o dito que disse que ia “dar uma volta e beber um café”- sendo que voltou mais de uma hora depois. E isto, pessoas… já não se faz! Desta vez felizmente não choveu, mas eles voltaram a ser super profissionais, pelo que recomendo vivamente que visitem o site aqui e recorram aos serviços deles com toda a confiança.

Espero que estas informações vos venham a ser úteis. Sendo que este parece mas não é um post publicitário, palavra de Mary. Pela parte que me toca, vou voltar a jurar o que jurei há dois anos: festas em casa, NUNCA mais!

Pára tudo!


Diz que já há cerejas!!! Confirmam?! Já alguém as viu?! E são boas?! Contem-me tudo, que eu sou menina para largar tudo e ir à procura delas!

Monday Mood


sexta-feira, 24 de maio de 2013

Hunting for Hunter


Estou completamente apaixonada pela colecção de Verão da Hunter. Só tenho pena de as sabrinas terem uma autêntica matrícula com o nome da marca à frente, mas ficam tãooooo giras nos pés! As azuis do meio, então... juro que estão a chamar por mim.

Zé Pedro Vasconcelos nos Globos de Ouro



Se não viram o 5 para a Meia Noite em que isto passou, não percam!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Do tempo


Isto é tudo muito bonito, que estamos quase em Junho, que agora é que vem aí o Verão, que a temperatura já está a aumentar e isso tudo. Mas a verdade é que ainda não consigo usar manga curta e muito menos sair à noite sem meias, écharpe, casaco e tudo a que tenho direito.

E ainda há quem se preocupe com o aquecimento global.

Eu nunca mas NUNCA tenho borbulhas


Mas quando as tenho, de anos a anos, resultam do total acumulado de todas as borbulhas que não tive durante esse período. Só podem. Que é como quem diz, vêem- se do espaço.

Por isso mesmo, leitores de Marte (porque os há, com toda a certeza): conseguem ver o meu queixo, não conseguem? É claro que sim.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Hannibalzzzzzz...


Anda toda a gente excitadíssima com a série Hannibal do AXN: que aquilo é o máximo, que o elenco é fabuloso, que as interpretações são geniais e mimimi. Eu cá não discuto nada disso. Apenas acrescento que a série me dá sono. Muitooooo sono.

Ryan, filho: vou encostar-te à parede!


Se têm uma parede branca lá em casa que estão doidos para preencher e adoram cinema (como eu), não percam esta ideia fabulosa: os Polygon Art Movie Wall Movies da Pixer recriam cenas de filmes emblemáticos de Hollywood sob a forma de pixel art. O custo depende do tamanho da parede - ou da área que pretendem cobrir - e as escolhas incluem fillmes como Django Unchained, Drive, The Dark Knight ou Amélie, entre outros.


E agora uma pequena adivinha: sabem qual é o meu preferido? É tãoooooo difícil! Mais informações e encomendas aqui.



terça-feira, 21 de maio de 2013

A não perder: O Consumo Feliz


Acaba de inaugurar uma exposição imperdível no Museu Colecção Berardo: chama-se “O Consumo Feliz – Publicidade e Sociedade no Século XX e reúne cerca de 1500 exem­pla­res de arte publi­ci­tá­ria provenientes da vasta colec­ção da James Haworth & Company, uma pres­ti­gi­ada pro­du­tora de publicidade bri­tâ­nica.


As obras expostas cobrem todos os aspec­tos da vida quo­ti­di­ana oci­den­tal do período compreendido entre 1900 e 1980 (desde o turismo à ali­men­ta­ção, pas­sando pela moda, trans­por­tes, música e cinema), não esque­cendo momen­tos marcantes como as duas Guerras Mundiais ou o movimento pop art.



“O Consumo Feliz” estará em expo­si­ção até 27 de Outubro e poderão saber mais informações aqui.

Pelos?! Já (quase) não sei o que isso é!


É triste mas é verdade: posso ter um cabelo de porcaria, fininho que só ele, mas pelos? Esses não me faltam! São muitos, fortes e chatos como a potassa - enfim, tudo aquilo que não se quer. Mas a boa notícia é que estou (finalmente) no bom caminho para mandá-los à vida. As minhas primeiras idas à Hedonai tiveram resultados maravilhosos e mal podia esperar para infligir outro ataque ao meu decrescente património capilar.


Fiz a primeira sessão (completa) em Fevereiro e tenho ido todos os meses fazer o buço - sendo que, três meses mais tarde, estava na altura de mais um ataque "geral". Quando lá cheguei, a Ana Rita (a menina que me faz a depilação e em quem confio cegamente, de tão querida e profissional que é) concluiu que as virilhas estão despachadas e a parte superior das pernas também. Yey! Relativamente à famosa "meia-perna", como tinha muito menos pelos do que na sessão anterior, foi um vê-se-te-avias enquanto eles foram à vida. E não doeu na-da!

E agora, uma confissão… lembram-se de ter dito que a minha última fronteira capilar (para além daquilo que estão a pensar) era o buço? Pois eu... menti: como sempre ouvi dizer que as axilas doíam imenso, nunca deixei que ninguém lá tocasse. Pior: fiz-me de sonsa e nem mencionei o tabu assunto na minha primeira consulta na Hedonai.

Mas eis que desta vez, em conversa com a Ana Rita, descaí-me e disse que ainda tinha as axilas por fazer - ela nem queria acreditar! Olhou para mim espantadíssima, repetiu mil vezes que aquilo não era nenhum bicho de sete cabeças e não desistiu enquanto não as atacou. Quando me disse para levantar os braços até tremi (parecia os meus filhos nas vacinas, uma vergonha), mas a verdade é que, uma vez mais... aquilo fez-se em três tempos. E sem custar nada de especial, palavra de honra!

E pronto, foi assim.Tenho cada vez menos pelos no corpo e cada vez mais apreço pela Hedonai - que, relembro, fica no piso -1 do El Corte Inglés e é um centro médico-estético onde poderão fazer muito mais do que depilação a laser, como poderão confirmar aqui.

Até ao próximo hair report!



segunda-feira, 20 de maio de 2013

In ♥ with Havaianas


Estou completamente apaixonada por estas Havaianas Slim Animal Print Fluo. Estou farta de namorá-las mas nunca me consigo decidir por umas. Acho que o meu coração pende um pouco mais para as do meio, mas depois olho para as outras e... também gosto delas. Opiniões, precisam-se!

Sempre o cabelo!


Como pessoa de cabelo fininho que sou, sempre fugi de óleos como o diabo da cruz. Até que um dia uma amiga se aproximou de mim com as mãos cheias de Moroccanoil, esfregou-me aquilo nas pontas e, surpresa das surpresas... o cabelo não ficou nem um pouco oleoso! Apenas bem cheiroso e muito, muito hidratado. 

Quando estive em Londres era para ter comprado uma embalagem desta pequena maravilha, mas a verdade é que me esqueci completamente. Por isso, agora pergunto: que óleos para o cabelo existem por cá? E quais são os melhores para um cabelo fino e seco como o meu? Não me escondam nada!

I wish


sábado, 18 de maio de 2013

Atenção, fãs do Lost!


Se ainda sonham com aviões despenhados em florestas tropicais, têm que conhecer o Hotel Costa Verde: é na Costa Rica e tem um apartamento que é nada mais nada menos do que um Boeing 727. Chama-se 727 Fuselage Home e tem tudo para vos proporcionar umas férias inesquecíveis. Mais informações aqui.



Hoje é Dia (e Noite) Internacional dos Museus


Não percam a oportunidade de visitar mais de 100 museus e de usufruir de mais de 450 actividades a custo zero. Mais informações aqui.

Weekend Mode


sexta-feira, 17 de maio de 2013

Ainda a festa de Baby C.


Estamos a pouco mais de uma semana e, como a festa é no exterior, o tempo é uma preocupação óbvia.

Prognóstico para o dia (obtido ontem de manhã): aguaceiros
Prognóstico para o dia (obtido ontem à noite): tempestade
Prognóstico para o dia (obtido agora mesmo): céu azul

Em que é que ficamos?!

Tem TUDO a ver


Estão a ver estas (maravilhosas) ideias de inspiração vintage que encontrei no blogue Índios e Cowboys? Vão servir de inspiração para a festa de Baby C., mas com uma piquena nuance: vou ser obrigada a substituir as bonecas de papel por... Monster High. 

Mãe sofre, é o que vos digo.

Hoje faz sentido publicar novamente este post...


"Este Verão descobri que me transformei numa pessoa bastante tolerante. Não que alguma vez tenha sido quadrada, mas confesso que havia coisas relativamente às quais era bastante intransigente (adopção por casais homossexuais à cabeça).

O primeiro sinal de mudança surgiu quando, há alguns anos, em conversa com uma amiga, comentava o quão bom Pai era um conhecido comum: como ele estava sempre a falar dos filhos, a enaltecê-los, e como fazia questão de interromper a sua (atarefada) vida profissional para ser ele a ir buscá-los à escola todos os dias. E qual não foi o meu espanto quando a minha amiga revelou que os filhos dele tinham sido encontrados pelo próprio num caixote do lixo (!!!), adoptados em nome da Mãe e (muitíssimo bem) criados por ele e pelo namorado de há anos.

No mês passado, enquanto discutia com um amigo algo conservador a possibilidade de o irmão dele (e meu ex-namorado, há que dizê-lo com frontalidade) ser homossexual, dei por mim a defender tudo: a homossexualidade, o casamento gay, a adopção, o pacote todo. E nem queria acreditar nas palavras que me saíam da boca.

Se calhar é por trabalhar há uma série de anos num meio bastante... "artístico". Ou se calhar fui eu que evoluí. Mas a verdade é que hoje acredito que mais vale uma criança ser adoptada por dois (bons) adultos do mesmo sexo que criada por casais heterossexuais como os referidos no post abaixo. Mas isto, é claro, sou eu."

Post publicado originalmente em Setembro de 2010.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Portugal vs. EUA


Apesar de terem muitos defeitos (como todos os povos de todas as nacionalidades), os americanos têm uma coisa que eu adoro: são descontraídos. Ora vejam este vídeo e digam-me o que faria um português perante a mesma situação? Olhava desconfiado para o écran, rosnava três palavrões e ia à vidinha dele. Não tenho a mais pequena dúvida.

Estreia hoje!


Queria imenso ver a versão anterior - de 1974, adaptada do romance de F. Scott Fitzgerald por Francis Ford Coppola e com Roberto Redford, Mia Farrow e Bruce Dern nos principais papéis - antes de ver esta nova, mas não sei se vou aguentar...



No fundo do poço (capilar)


Os elásticos para o cabelo cá de casa dão três voltas ao meu rabo-de-cavalo - e ainda assim vão caindo aos poucos, de tão largos que ficam. No outro dia, Baby C. pediu-me um emprestado para fazer um rabo-de-cavalo à Nancy - e ele mal deu a terceira volta. Por outras palavras: até uma boneca de 40 cm tem um cabelo mais forte que o meu.